Estrias são aquelas marcas causadas quando as fibras, que sustentam a pele, se rompem devido a um estiramento excessivo, geralmente causado pelo aumento de peso ou crescimento abrupto.

As estrias podem se apresentar de duas formas, significando cada uma das suas fases de evolução. Avermelhadas, quando estão no início, e ainda há sangue na região, e esbranquiçadas, quando já são mais antigas.

Para poder retirá-las, é preciso bloquear o seu desenvolvimento de uma forma mais eficaz, ainda na fase inicial.

No entanto, para um resultado melhor e, até mesmo, poder preveni-las, é preciso conhecer suas causas.

Causas das estrias

Aumento de peso: uma das principais causas, sem dúvida, é o aumento de peso, que deixa a pele mais exposta a rasgões. Por isso, durante a gravidez, esse problema é muito comum, já que o aumento natural de peso e da espessura da barriga e dos seios tornam o corpo mais suscetível a alterações.

Elasticidade dos tecidos: embora muita gente não saiba, nem todo mundo possui a mesma elasticidade, assim, um tecido pouco elástico, seco e sem tónus acaba sendo o ambiente ideal para a chegada das estrias.

Fatores hormonais: uma das causas principais das estrias, sem dúvida,  são os desequilíbrios hormonais, por isso, elas costumam aparecer durante a puberdade e a gravidez, períodos onde os hormônios estão à mil.

Predisposição genética: algumas pessoas são mais propensas a sofrer este problema, e o fator hereditário pode ter um peso nisso, pois talvez esteja presente no nosso código genético.

Como prevenir e tratar as estrias

Como sempre, a melhor arma para combater o problema é prevenindo. Assim,  a pele deve ser muito bem cuidada para manter a sua elasticidade durante a gravidez, fase em que o corpo passa por mudanças hormonais e aumento de peso, sendo recomendado o uso do creme para estrias Silk Skin, um produto que tem eficácia comprovada.

Embora seja quase impossível não engordar durante a gravidez, mas, ganhar muito peso pode ser prejudicial para a pele, é preciso procurar não engordar mais do que 8 a 12 quilos.

É fundamental beber muita água para manter o corpo bem hidratado, aproximadamente dois litros diários.

Se o médico liberar, praticar atividades físicas moderadamente, permite controlar o tônus muscular e o peso, o resultado é um bom suporte cutâneo.

Os cremes anti estrias também são recomendáveis, proporcionando elasticidade e hidratando, devendo ser aplicados regularmente em todo o corpo e, principalmente, onde há maior risco.

A alimentação deve ser muito bem cuidada, preferindo alimentos que ajudem a preservar a juventude e elasticidade da pele, como alimentos ricos em substâncias antioxidantes, como as Vitaminas C e E, presentes nas frutas, verduras, legumes e óleos vegetais. Segundo estudos recentes, as futuras mães com presença mais elevada de Vitamina C no sangue estão menos sujeitas à formação de estrias.

Dentre outros males, o tabaco pode aumentar o risco do aparecimento de estrias, por isso, evite fumar.